Voltar

Open Banking: como funciona e o que muda com a PSD2

O sistema de Open Banking é uma tecnologia financeira que permite a partilha de dados e serviços entre instituições bancárias, de forma segura e completamente integrada, bastando que o cliente autorize a transmissão.

Com a entrada em vigor da nova Diretiva de Serviços de Pagamentos (PSD2), as empresas passam a ter permissão para prestar serviços de pagamentos de acordo com o cumprimento das devidas regras de segurança e autenticação do cliente.

Quais são os objetivos da PSD2?

Esta Diretiva, incluída no ordenamento jurídico nacional através do Decreto-Lei n.º 91/2018, tem como principais objetivos:

  • Contribuir para um mercado de pagamentos europeu mais integrado e eficiente;
  • Simplificar as operações de pagamentos com um intermediário;
  • Tornar os pagamentos mais seguros e mais eficientes, protegendo o consumidor e aplicando requisitos elevados de autenticação;
  • Fomentar uma igualdade de condições entre prestadores de serviços de pagamento;
  • Fortalecer os direitos dos consumidores;
  • Promover a adoção de serviços de pagamento inovadores;
  • Compilar toda a informação financeira no mesmo local;
  • Beneficiar do Open Banking possibilitando escolher a interface onde os clientes fazem a gestão das suas contas de forma centralizada.

Como funciona a integração da informação bancária?

Com a autorização do cliente, os bancos e prestadores de serviços de pagamentos passam a partilhar a sua informação bancária com terceiros. Estes intermediários, podem ser bancos ou quaisquer entidades devidamente autorizadas pelo Banco de Portugal ou Banco Central Europeu.

Deste modo, é possível apresentar uma visão global de todas as contas agregadas e dar início a operações a partir dessas mesmas contas, dando total poder ao cliente sobre a sua informação financeira de acordo com a sua autorização.

O que muda com a entrada da PSD2 em vigor?

Esta diretiva abre uma janela de oportunidade à integração das contas bancárias com os softwares de gestão e contabilidade, alterando a dinâmica e experiência de gestão financeira das empresas. Tal significa que:

  • Os pagamentos de impostos, pagamentos a colaboradores e fornecedores são preparados no programa e enviados para o banco diretamente;
  • A consulta aos movimentos bancários e a pesquisa do extratos é facilitada;
  • A emissão de recibos de clientes é ainda mais simplificada;
  • O acesso automático e facilitado aos extratos bancários de todas as contas, em qualquer banco, a partir do software passa a ser uma realidade;
  • A reconciliação de todos os movimentos de forma automática e inteligente, independentemente da entidade bancária, é um facilitador da tarefa de reconciliação.

Utilizado por mais de 13 mil contabilistas, o TOConline, através do serviço M Contabilidade, já permite esta integração no software. Assim, consegue ter acesso aos saldos e movimentos das contas de qualquer banco a partir de um único local.

O M Contabilidade é um serviço que une o website de Empresas do Millennium bcp com o TOConline, permitindo ter a informação bancária e os pagamentos integrados.

Além de todos os benefícios anteriores, os clientes do Millennium bcp têm ainda as seguintes vantagens:

  • Acesso aos extratos dos cartões de crédito do Millennium bcp;
  • Obtenção de notas de lançamento do Millennium bcp;
  • Envio direto das faturas emitidas pelo Millennium bcp para o Arquivo Digital.